08/11/2018
Tamanho
 

Frente Parlamentar Ambientalista avalia situação da pauta ambiental

Chico Ferreira   
Alessandro Molon coordena trabalhos da Frente Parlamentar
 

A Frente Parlamentar Ambientalista realizou reunião, nesta quinta-feira (8), para avaliar a situação da pauta ambiental a partir do resultado das eleições e suas implicações para atuação nas políticas públicas do campo socioambiental. Na ocasião, também foi discutida a situação do Ministério do Meio Ambiente, que poderia ser integrado ao Ministério da Agricultura no próximo Governo. 
 
Com um novo governo eleito, que pode adotar medidas que impactem o meio ambiente, o coordenador da Frente, deputado Alessandro Molon (PSB-RJ), disse que existe grande preocupação com a proteção desse setor na próxima legislatura. Ele lembrou a questão dos ministérios, que, diante de tantas manifestações contrárias, acabou não se consolidando. “Felizmente isso não ocorreu. Isso já é fruto de muita luta. E, por isso, vamos animados para o ano que vem com a expectativa de derrotar propostas que prejudiquem o meio ambiente”, disse. 
 
A aprovação de leis que protejam o Pantanal e o mar foram citadas pelo parlamentar como propostas em defesa do meio ambiente que precisam ser aprovadas na Câmara. Além disso, ele comentou que é importante evitar retrocessos, como o desmonte do Licenciamento Ambiental e também o chamado PL do veneno, que, de acordo com o parlamentar, permite mais agrotóxicos na comida dos brasileiros. 
 
Márcio Santilli, do Instituto Sócio Ambientel (ISA), disse que o trabalho da Frente Parlamentar na próxima legislatura, na atual conjuntura, será ainda mais importante do que foi no passado. Para ele, nunca foi e nunca será fácil tocar essa agenda no Congresso Nacional, ainda mais com uma bancada conservadora numerosa. No entanto, Santilli avalia que o lado ambientalista também cresceu. “Identificamos várias pessoas que tem muita contribuição positiva a dar, a essa agenda e a Frente. Acreditamos que muitas delas poderão somar ao esforço de tocar essa agenda socioambiental no Congresso”, disse.
 
Diante da força que o setor ruralista pode ter no próximo governo, Molon espera que, tanto o governo, como o Parlamento tenham consciência de que a proteção do meio ambiente não é oposição a luta por agricultura. Para ele, é preciso modernizar a visão que o setor ruralista tem da proteção ambiental. “O setor ruralista precisa entender que proteger o meio ambiente é fundamental para que eles possam continuar plantando, colhendo, produzindo e vendendo seus produtos pro Brasil e pro mundo”, afirmou. 

Moreno Nobre
 
Mais notícias sobre Meio ambiente
08/11/2018 - Frente Parlamentar Ambientalista avalia situação da pauta ambiental
17/10/2018 - Comissão aprova novos procedimentos para redução da emissão de gases do efeito estufa
06/06/2018 - Projeto de Alessandro Molon institui o Dia de Combate à Poluição nos Oceanos
23/05/2018 - Alessandro Molon é eleito presidente de Comissão que analisará Política de Redução de Agrotóxicos
14/03/2018 - Deputados socialistas participam de debate sobre Projeto que altera licenciamento ambiental
 
     
 
     
 
       
 
Liderança do PSB na Câmara dos Deputados
Câmara dos Deputados - Anexo II - Bloco das Lideranças Partidárias Sala 114 Fone: (61) 3215-9650 - Fax: (61) 3215-9663
Assessoria de imprensa: (61) 3215-9656 • e-mail: imprensa.psb@camara.gov.br ® 2016 • Liderança do PSB na Câmara. Todos os direitos reservados.