12/02/2019
Tamanho
 

Na Câmara, Vilson da Fetaemg continuará sua luta pelos direitos dos trabalhadores

Chico Ferreira   
Deputado Vilson defende investimento em educação no campo
 

Representante dos trabalhadores rurais, Vilson da Fetaemg (PSB-MG) assume seu primeiro mandato como deputado federal atento às questões ligadas à situação do homem do campo. Presidente da Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado de Minas Gerais, o socialista defende investimentos no meio rural também em áreas como saúde e educação. Para ele, investir no campo tem como consequência benefícios para as cidades. "Um alimento sem veneno, o cuidado com o meio ambiente e com o uso consciente da água reflete diretamente na vida da população", ressalta o parlamentar. Defensor dos direitos dos trabalhadores, o deputado atuará nesse sentido nas discussões que envolverem as reformas da previdência e trabalhista. Em entrevista ao Portal do PSB, Vilson fala mais sobre esses temas. Confira:

Quais as principais propostas que o senhor buscará defender na Câmara?

É preciso entender, primeiramente, que o povo quer uma renovação, quer que o político esteja mais preocupado com os problemas sociais, como saúde, educação, segurança e infraestrutura básica. Então, toda essa pauta que for do povo, do campo e da cidade, estarei atento. Hoje, tenho a responsabilidade e o compromisso com todos os que votaram em mim, e também os que não votaram, que esperam por essa mudança. A primeira proposta é renovar. Mas uma renovação que tenha sentido. Tenho o compromisso com o Brasil, com o meu povo, com a agricultura familiar, com as estruturas da sociedade civil organizada, para que elas não sejam destruídas pelo atual governo.

Em relação aos trabalhadores rurais e às questões ligadas ao campo, como o senhor pretende atuar na Casa em pautas ligadas a esses temas?

O fortalecimento da agricultura familiar é muito importante para o País. Sabemos que 70% da produção nacional vem da agricultura familiar. Podemos destacar ainda a geração de emprego, já que 80% da mão de obra no campo é do segmento. Temos que pensar também na reforma agrária, de forma ampla, massiva e democrática. E nesse contexto geral permeia a organização das mulheres, dos jovens. Também tenho discutido muito a questão da sucessão rural. Como fazer com que o jovem permaneça no campo se ele não tem incentivo, não tem emprego, não tem lazer ou posto de saúde? Dessa forma, por falta de política pública, o jovem sai da sua comunidade e vai para o perímetro urbano. É importante destacar também a necessidade de se investir na educação no campo. Foi-se o tempo em que o trabalhador rural só trabalhava. Ele precisa de estudo. A educação faz parte do nosso contexto. Trabalharemos ainda de forma árdua em relação ao programa de crédito fundiário. Muitas famílias foram assentadas por meio dele e, atualmente, vemos que essa realidade está desmoronando. Fato esse que temos pessoas que eram sem-terra e hoje produzem, geram emprego. É esse Brasil que nós queremos. Com uma pauta positiva e de crescimento.

Como será a atuação do senhor diante das reformas propostas pelo Governo?

Temos o compromisso com os trabalhadores assalariados em relação à reforma trabalhista, porque ela veio para penalizar mais essa parcela da população. Nós não queremos escravidão no Brasil. Estamos em pleno século XXI e vemos que o governo quer propor ou impor uma pauta que flexibiliza ainda mais as leis trabalhistas. Não podemos equiparar nosso País com outros, porque aqui o salário mínimo é muito baixo. Também estaremos atentos à reforma da Previdência para que, mais uma vez, o trabalhador rural não seja prejudicado. Precisamos cortar privilégios de quem ganha mais e não retirar direitos de quem ganha menos.  

Na atual conjuntura política, como será a atuação do PSB na Câmara?

Nós do PSB faremos uma oposição consciente, com muita atenção para estar em consonância com as necessidades da população. Em relação à agricultura familiar e à classe trabalhadora, temos uma tarefa muito grande no Congresso Nacional.

 

Tatyana Vendramini
 
     
 
     
 
       
 
Liderança do PSB na Câmara dos Deputados
Câmara dos Deputados - Anexo II - Bloco das Lideranças Partidárias Sala 114 Fone: (61) 3215-9650 - Fax: (61) 3215-9663
Assessoria de imprensa: (61) 3215-9656 • e-mail: imprensa.psb@camara.gov.br ® 2016 • Liderança do PSB na Câmara. Todos os direitos reservados.