19/06/2019
Tamanho
 

Requerimento de socialistas pede exoneração do ministro da Justiça, Sérgio Moro

Chico Ferreira   
 

Os deputados socialistas Gervásio Maia (PB), Marcelo Nilo (BA), Bira do Pindaré (MA) e Lídice da Mata (BA) entraram com Requerimento, nesta quarta-feira (19), que pedem ao presidente Jair Bolsonaro a exoneração do ministro da Justiça, Sérgio Moro. Eles citam os graves fatos apontados pelo site INTERCEPTBRASIL como justificativa para o pedido. 
 
O documento apresentado pelos parlamentares cita trecho do Código de Processo Penal (CPP), que diz que o juiz será suspeito e poderá ser recusado por qualquer das partes se for amigo íntimo ou inimigo capital de qualquer um deles. Baseado nesse ponto, os deputados questionam a relação entre o então juiz da Lava Jato, Sérgio Moro, e o procurador Deltan Dallagnol. As conversas entre os dois divulgadas pelo INTERCEPTBRASIL apontam para possível direcionamento das investigações.  
 
De acordo com os socialistas, o dispositivo tem redação cristalina, no sentido de vedar expressamente a amizade íntima entre julgador e qualquer das partes, e tem como finalidade garantir um julgamento imparcial. “Nesse caso, os diálogos demostram de forma indubitável, que a relação entre procurador e juiz é íntima e que a convergência de interesses comuns seria a seletividade de ações buscando a colaboração da grande mídia, para, assim, obterem apoio popular fortalecendo denúncias frágeis contra réus previamente escolhidos para se tornarem criminosos”, dizem. 
 
Para eles, trechos das conversas demonstram claramente o interesse político partidário no sentido de alinharem as ações, visando claramente interferir no resultado das eleições presidenciais. Além disso, os socialistas afirmam que o atual ministro da Justiça cometeu grave desvio ético e legal, e não reúne mais as condições ético-jurídicas para o exercício do cargo.
 
Segundo Gervásio, a gravidade das denúncias pede que o presidente aja urgentemente na exoneração de Sérgio Moro. “O Ministério da Justiça é uma pasta de muita importância para o país, uma pessoa que tem sua conduta questionada não pode exercer uma atividade de tanta responsabilidade", disse.
 
Para Lídice da Mata, “as denúncias são muito graves, o que torna politicamente insustentável sua permanência no cargo”.
 
 

Moreno Nobre
 
     
 
     
 
       
 
Liderança do PSB na Câmara dos Deputados
Câmara dos Deputados - Anexo II - Bloco das Lideranças Partidárias Sala 114 Fone: (61) 3215-9650 - Fax: (61) 3215-9663
Assessoria de imprensa: (61) 3215-9656 • e-mail: imprensa.psb@camara.gov.br ® 2016 • Liderança do PSB na Câmara. Todos os direitos reservados.