30/08/2019
Tamanho
 

PSB reúne Diretório Nacional para debater autorreforma e julgamento de filiados

Sérgio Francês   
Para o líder Tadeu Alencar, o desafio é fortalecer a legenda
 

Lideranças políticas do Partido Socialista Brasileiro (PSB) se reuniram, em Brasília, nesta sexta-feira (30), para tratar de temas que reforçam a trajetória política e a história socialista do Partido. Em questão, dois importantes temas, a necessidade de uma autorreforma e, ainda, o julgamento de dez deputados federais que contrariaram a legenda no fechamento de questão contra a proposta de reforma da Previdência votada na Câmara dos Deputados.

Para o presidente Nacional do PSB, Carlos Siqueira, seria inaceitável que o Partido, nos seus 72 anos de existência, admitisse essa contradição de querer modernizar seu programa, seu manifesto e, ao mesmo tempo, permitisse conviver sem tomar qualquer providência com comportamentos que não são condizentes com o socialismo democrático. “E não são condizentes, sobretudo, com as pessoas pobres do nosso País e com a tremenda desigualdade que há no Brasil”.

Na ocasião, a ampla maioria dos integrantes do Diretório Nacional aprovou a expulsão do parlamentar Átila Lira (PI). A gravidade da penalidade aplicada ao deputado em questão deveu-se a decisões reiteradas que destoaram da posição defendida pelo PSB.

Já os demais socialistas receberam uma suspensão por 12 meses das funções partidárias, que poderão ser revogadas após seis meses, caso haja observâncias, pelos parlamentares, das orientações partidárias.

Líder do PSB na Câmara, o deputado Tadeu Alencar (PE) falou do desafio de fortalecer o PSB e suas decisões, mas também afirmou não ser este um momento feliz pela penalização de companheiros. “Ninguém se sente feliz em punir um companheiro ou companheira de bancada. Trabalhamos para ver respeitada a decisão partidária, mas por julgamentos ponderados justos. Não me sinto feliz, mas confio que atravessaremos esse momento desafiador, difícil e desconfortável. Temos outro desafio enorme pela frente, que é fazer com que o PSB ocupe um espaço que está vazio na política brasileira, que é de ser uma força progressista, de esquerda, mas moderna e avançada e para isso precisamos de uma bancada unida e um partido unido também.”

Autorreforma – Em relação à autorreforma, o objetivo é construir coletivamente um documento entre os membros do Partido e simpatizantes aos seus ideais. Essa proposta será apresentada em conferência nacional a ser realizada entre os dias 27 e 29 de novembro. “A maior contribuição que o PSB pode dar ao aprimoramento do sistema político é promover sua autorreforma, que deve conservar seus valores programáticos fundamentais, desenvolvendo-os para fazer face aos desafios próprios ao mundo contemporâneo”, afirmou Carlos Siqueira.
 

Fabrício Francis e Tatyana Vendramini
 
     
 
     
 
       
 
Liderança do PSB na Câmara dos Deputados
Câmara dos Deputados - Anexo II - Bloco das Lideranças Partidárias Sala 114 Fone: (61) 3215-9650 - Fax: (61) 3215-9663
Assessoria de imprensa: (61) 3215-9656 • e-mail: imprensa.psb@camara.gov.br ® 2016 • Liderança do PSB na Câmara. Todos os direitos reservados.