15/07/2020
Tamanho
 

Importância da reciclagem é tema de debate da Frente Parlamentar Ambientalista

Google Imagens    
 

Em mais um ciclo de debates virtuais, a Frente Parlamentar Ambientalista, coordenada pelo deputado federal Rodrigo Agostinho (PSB-SP), discutiu, nesta quarta-feira (15), a importância da reciclagem no País. A ocasião também serviu para homenagear o ex-deputado Alfredo Sirkis, ambientalista reconhecido mundialmente, que faleceu na semana passada, vítima de um acidente de carro no Rio de Janeiro. 
 
Agostinho informou que apresentou, nesta terça-feira (14), um Projeto de Resolução (PRC) para que o Plenário 2 da Câmara dos Deputados, onde ocorrem a maioria das reuniões da Comissão de Meio Ambiente, seja nomeado Deputado Alfredo Sirkis. “É uma homenagem mais do que justa. É importante ter um espaço na Câmara com o nome dele”, afirmou.
 
Sobre a reciclagem, o socialista disse que esse é um tema que precisa ser discutido com profundidade, além de ser bem dividido, por ter muitos assuntos relacionados. Para ele, a educação ambiental precisa, efetivamente, mudar comportamentos. Não basta apenas ter informação. “Nós precisamos implementar a Política Nacional de Resíduos. Precisamos dar passos mais largos na busca pela implementação dessa parte do saneamento no Brasil.”  
 
Presidente do Compromisso Empresarial para Reciclagem (Cempre), Valéria Michel, disse que a caminhada para tornar a reciclagem uma realidade no País está só no começo, pois ainda existe muito a ser feito. De acordo com ela, os dados de taxas de reciclagem no Brasil ainda estão longe do ideal. Mas comparado com outros centros da América Latina, os números do Brasil são muito melhores. “Nos mostra que estamos no caminho correto”, declarou. 
 
A cada dois anos, o Cempre faz uma pesquisa de panorama da coleta seletiva no País. Segundo esses dados, apesar de ano a ano aumentar o número de municípios com a coleta seletiva implementada, somente 17% da população é atendida. “Nós temos um grande caminho a frente e os nosso principais desafios estão relacionados a infraestrutura de coleta seletiva, que ainda muitos municípios não dispõem, incentivos fiscais e a educação ambiental dos consumidores para a prática da coleta seletiva e da reciclagem”, explicou. 
 
Roberto Rocha é diretor-presidente da Associação Nacional dos Catadores e Catadoras de Materiais Recicláveis. Ele defendeu que esse debate é fundamental para a categoria, inclusive nesse momento de pandemia, que afetou diretamente os catadores de material reciclável. “Nesse momento é essencial rever a questão do papel dos catadores na cadeia da reciclagem”, pontuou.
 
Ao reforçar a importância do trabalho dos catadores, Roberto destacou que é preciso entender o elo dessa questão da cadeia com a tributação. “Além de rever as tributações, a gente precisa pensar em uma tributação verde, de forma que os catadores sejam contemplados. Não adianta mudarmos para que não exista essa tributação e os que alimentam essa cadeia, os catadores, não serem beneficiados”, afirmou. 

Moreno Nobre
 
     
 
     
 
       
 
Liderança do PSB na Câmara dos Deputados
Câmara dos Deputados - Anexo II - Bloco das Lideranças Partidárias Sala 114 Fone: (61) 3215-9650 - Fax: (61) 3215-9663
Assessoria de imprensa: (61) 3215-9656 • e-mail: imprensa.psb@camara.gov.br ® 2016 • Liderança do PSB na Câmara. Todos os direitos reservados.